sábado, 25 de abril de 2015

Cid Moreira e Sérgio Chapelin assumem bancada do "JN" em homenagem

Cid Moreira e Sérgio Chapelin fizeram um retorno simbólico na noite desta sexta-feira (24) à bancada do "Jornal Nacional", da Globo. Os dois âncoras, que estiveram à frente do "JN" até 1996, foram homenageados pela emissora e "substituíram" por alguns minutos os apresentadores atuais, William Bonner e Renata Vasconcellos.

"Eu tive a honra de inaugurar o 'JN', ao lado do colega Hilton Gomes, em 1969. E estive aqui nos primeiros 27 anos. Foi um período de construção do jornalismo da Globo", relatou Cid Moreira. "Eu tenho mais de de 40 anos no jornalismo da Globo, quase a metade desse tempo, aqui, no 'Jornal Nacional'. O Cid e eu temos todos os motivos para sentir orgulho por esses 50 anos [de TV Globo]. Estar nessa bancada, todos esses anos, vivendo esse processo desafiador de levar os fatos a todos os telespectadores foi algo que é e sempre será inesquecível", disse Chapelin.

Minutos depois, Bonner elogiou os dois profissionais. "Eu os conheço já há alguns anos. O primeiro foi o Sérgio. Eu tive a felicidade de trabalhar com ele no 'Fantástico' em 1988, e ele me acolheu de uma maneira tão carinhosa que virou referência para mim", discursou William Bonner. "E o Cid, um belo dia em que substituí o Sérgio em suas férias, quando o vi de perfil, pensei: 'meu Deus, o que estou fazendo aqui?'. Então, o que estou fazendo aqui, hoje, é agradecer muito a vocês", completou o titular do "JN".

O "Jornal Nacional" exibiu ainda um VT na qual cita outros apresentadores que também passaram pela bancada, como Fátima Bernardes e Marcos Hummel (atualmente na Record).

Nas redes sociais, famosos e anônimos repercutiram a homenagem feita pelo "JN" a Cid Moreira e Sérgio Chapelin.
Muito obrigado, em nome de todos esses talentos que têm orgulho da profissão, da carreira que construíram e de integrar essa equipe.

Com dor ciática, Jô Soares embarca de cadeira de rodas no Rio de Janeiro

24.abr.2015- Jô embarca de cadeira de rodas após sentir dor ciática

Jô Soares circulou de cadeiras de rodas pelo aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, na tarde desta sexta-feira (24).

O diretor do "Programa do Jô",  Willem van Weerelt, explicou que o apresentador está com uma dor no nervo ciático, mas que não é nada grave.

"Ele está ótimo, acabou de chegar aqui [São Paulo]. Foi uma dor ciática porque ele passou o dia inteiro andando pra lá e pra cá na gravação do especial da Globo".

Simpático, Jô fez uma selfie com um fã antes de embarcar.

Sumida das telinhas, Patricia de Sabrit Conta Experiência Como figurante em Hollywood


Longe da TV desde Amor e Revolução , do SBT, Patricia de Sabrit NÃO Parou de atuar. A atriz se Mudou parágrafo OS Estados Unidos, estudou cinema e foi figurante em filmes de Hollywood . Ela relatou uma entrevista Experiência em Ao GShow .
" Quis PROVAR Que era Capaz, Como se estivesse começando do zero. Estava Lá Como Uma aluna QUALQUÉR. FOI delicioso. Uma sensação Muito boa ", comentou.

Na terra do cinema, Patricia Teve uma Oportunidade de atuar Ao lado de nomos Como o Al Pacino e Oliver Stone .

" No Filme de Oliver Stone fiz APENAS Figuração, mas, were Como 10 dias de gravação em Miami, pude conversar com Al Paccino EO PROPRIO Oliver. NÃO PODIA Ser Mais alto nivel ", confessa.

" Aprendi Pará caramba Porque pódios Assistir uma Tudo É ver a Maneira Como enguias fazem cinema. A Maneira de trabalhar Há E Diferente. Uma Produção cinematográfica TEM UM Custo Muito alto, POR ISSO ESTÁ Tudo em storyboard. Entao rápido Você já SABE O Que o Diretor Quer e NÃO Precisa Perder ritmo. Eu adoraria Fazer cinema! Fiz Dois Curtas, mas Nenhum longa. Tambem gosto de escrever ", Disse.

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Marina Ruy Barbosa explica que apagou fotos do namorado para preservá-lo

Marina Ruy Barbosa posa ao lado do namorado, o empresário Caio Nabuco
Durante participação no show em comemoração aos 50 anos da TV Globo nesta quarta-feira (22), no Maracãnazinho, a atriz Marina Ruy Barbosa explicou sua atitude de deletar as fotos do namorado, o empresário Caio Nabuco, de seu perfil no Instagram

"Está tudo bem, não aconteceu nada", disse a atriz, negando o fim do romance. "Tirei as fotos para preservá-lo. Ele não é do meio [artístico]. Tirei as fotos para não expor mesmo", explicou.

Bem-humorada, Marina ainda riu da repercussão que a retirada das fotos causou. "Não me incomodo com essas coisas e até já estou acostumada. Eu ri quando vi a nota que eu tinha terminado o namoro", concluiu.

Marina assumiu o relacionamento com Caio em outubro de 2014. Antes, ela namorou o ator Klebber Toledo por três anos.

"Amorteamo"

Recém-saída de "Império", trama das 21h encerrada em março deste ano, Marina, que interpretou a ninfeta Maria Ísis, já está prestes a voltar à TV. Ela estará na série "Amorteamo", cuja estreia acontece no dia 8 de maio.

No melhor estilo noiva-cadáver, ela será Malvina, uma jovem que se joga na ponte e morre afogada após ser abandonada no altar por Gabriel (Johnny Massaro), que a troca por Lena (Arianne  Botelho), filha da empregada do poderoso Aragão (Jackson Antunes), suposto pai do jovem.

Questionada sobre emendar um trabalho em outro, Marina disse que não teve tempo de pensar em férias. "Saí de 'Império' e veio logo o convite para fazer 'Amorteamo' e já estou escalada para a próxima novela das 19h", adiantou a atriz.

RedeTV! 'clona' Hoje em Dia com Zucatelli, Guedes e Mariana Leão


Depois de acertar com Edu Guedes e Celso Zucatelli, a RedeTV! fechou hoje (22) a contratação de Mariana Leão, ex-apresentadora da versão carioca do Hoje em Dia e até ontem repórter do matinal em São Paulo. O trio deve ser anunciado oficialmente nos próximos dias. A partir de maio, eles apresentarão um programa que irá ao ar no mesmo horário (das 10h às 12h) e terá as mesmas características do Hoje em Dia, misturando entretenimento com jornalismo. A atração se chamará Melhor pra Você.

A ideia da RedeTV! é clonar o programa da concorrente, conquistando o público que se sentiu órfão do Hoje em Dia após a troca dos apresentadores, ocorrida em janeiro. No começo daquele mês, Zucatelli, Guedes e Chris Flores foram substituídos por César Filho, Ana Hickmann e Renata Alves. Parte da audiência da Record rejeitou o novo trio do matinal.

Wanderley Villa Nova, que implantou o Hoje em Dia em 2005 e o comandou nos dois primeiros anos, será o diretor-geral da atração da RedeTV!. Beto Costa, que já supervisionou o conteúdo jornalístico da revista da Record, terá a mesma função na RedeTV!. Até o time de repórteres do Melhor pra Você será composto por ex-profissionais do Hoje em Dia: as jornalistas Fabiana Teixeira, Cristiane Magalhães e Silvia Damasceno estão em negociações com a RedeTV!.

Inicialmente, a RedeTV! queria no Melhor pra Você todo o trio de ex-apresentadores do Hoje em Dia, mas as negociações com Chris Flores não evoluíram. No lugar dela, entrará Mariana Leão, que funcionava como uma quarta integrante do matinal, substituindo férias dos titulares. Mariana concluiu hoje a negociação de rescisão contratual com a Record e está livre para assinar com a RedeTV!.

Zucatelli

Celso Zucatelli recebeu hoje da Record o documento que oficializa sua rescisão com a Record. "Eu saí de boa", disse o jornalista com exclusividade ao Notícias da TV. Zucatelli diz não guardar mágoas da emissora, apesar de ter sido surpreendido pelo afastamento do Hoje em Dia na véspera das férias. Afirma que a decisão da Record foi "soberana" e que tem de "ser respeitada".

"Eu tive uma fase muito boa na Record, realizei sonhos de jornalista, fui correspondente internacional e fiz a transição para o entretenimento", afirmou.

Zucatelli diz que optou por negociar a rescisão com a Record, abrindo mão de salário garantido por mais dois anos, porque "não se pode ficar preso a contrato" e porque neste, momento, o mais importante "é voltar a trabalhar".

Apesar de afirmar que não ficou magoado, Zucatelli diz que só assistiu ao Hoje em Dia com os novos apresentadores em uma única ocasião, quando estava zapeando atrás de notícias sobre a queda de um avião da companhia Germanwings, nos Alpes franceses, em 24 de março.

terça-feira, 21 de abril de 2015

Termina o namoro de Miley Cyrus e Patrick Schwarzenegger

 Foto: Larry Busacca / Getty Images
Chegou ao fim o namoro de Miley Cyrus e Patrick Schwarzenegger, segundo uma fonte próxima ao ex-casal, que afirmou a People que a separação foi amigável. O motivo teria sido o momento diferente que cada um vive. “Ele está na faculdade e ela está focada em sua música e carreira”, disse.
Os dois vinham passando por uma fase complicada no relacionamento. No mês passado, o estudante foi visto próximo a uma moça durante férias no México. Nos últimos finais de semana, ele foi flagrado com colegas no festival de música Coachella. Já Miley viajou com amigos, sem a presença do então namorado.

Em família: Cleo Pires posta foto com Fábio Jr. e Fiuk

 Foto: @cleopires_oficial/Instagram / Reprodução
Clima de família para Cleo Pires. A atriz postou uma foto ao lado do pai, o cantor Fábio Jr., e dos irmãos Fiuk, Krízia Galvão e Tainá Galvão.
Cleo é fruto da união do cantor com a atriz Glória Pires. Já Fiuk, Krízia e Tainá são filhos de Fábio Jr. com Cristina Karthalian.

Grávida aos 45, Dira Paes conta que já perdeu dois bebês

 Foto: Jorge Rodrigues Jorge/Carta Z Notícias / TV Press
Grávida de três meses aos 45 anos, Dira Paes participou nesta terça-feira (21) do Encontro com Fátima Bernardes e comentou as dificuldades para engravidar naturalmente após os 40: “a conquista não é fácil, a chance é pequena, mas deu tudo certo. Foi aquele golaço!”, disse ela que recorreu a tratamento, já perdeu dois bebês e se inspirou na colega Carolina Ferraz, que também está grávida aos 46.
A atriz já é mãe de Inácio, fruto do seu casamento com Pablo Baião. Sem saber o sexo do bebê, ela contou que vem de uma família com sete filhos, e que Inácio sempre pediu um irmão: “a sensação é que agora vamos completar a família”.

Zezé Di Camargo e Luciano: Emoção em ida Ao Sítio Novo


Os irmãos Zezé Di Camargo (52) e Luciano (42), que formam uma das duplas sertanejas mais aclamadas do Brasil,  acreditavam que o filme Dois Filhos de Francisco, em 2005, contando a trajetória dos artistas até conquistarem o sucesso, tinha sido o ápice de emoção vivenciado por eles. Porém, um convite da escola de samba Imperatriz Leopoldinense trará novamente à tona essas sensações. Eles serão homenageados pela agremiação carioca em 2016. “Jamais imaginamos que pudéssemos virar enredo de escola de samba. Estamos muito honrados por poder levar a história de nossa família para a avenida”, enfatiza Luciano.

Para dar início a essa temporada de homenagens, a dupla participou de um almoço no Palácio das Esmeraldas, em Goiânia, e foi recebida com festa em sua terra natal, Pirenópolis, no interior de Goiás. “Quantas vezes passei em frente a esse palácio e sonhei entrar. Quando a gente volta para cá numa condição como esta passa um filme em nossas cabeças. Se eu chorei com o filme, imagino o que será esse desfile”, constata Zezé, que juntamente com Luciano, se esbaldou com os ritmistas da agremiação.

Porém o ponto alto do dia foi a visita a Sítio Novo, em Capela do Rio do Peixe, área rural da cidade. “Foi onde nossa história começou. Passei a infância aqui. Foram anos difíceis, mas felizes”, relembra Zezé, emocionado. “A primeira vez que assisti TV foi aos 13 anos, jamais sonhei voltar vitorioso na carreira e ainda de helicóptero”, destaca Zezé. Além da dupla, o carnavalesco Cahê Rodrigues (38) também visitou a propriedade. “Era nesta bica que nossa mãe lavava as roupas da família”, contou Luciano, que junto do irmão mais velho recordou a infância. “É a quarta vez que venho aqui. A última foi na época do lançamento do filme”, comenta Luciano, que cresceu em Goiânia.

Completando 24 anos de carreira, a dupla planeja várias novidades para celebrar a data. “Dia 3 de maio lançaremos o DVD Flores em Vida, gravado em janeiro, faremos um projeto com regravações de artistas que admiramos em diversos segmentos da música, e participação de instrumentistas de outras praias, no Deserto do Atacama, Chile, em setembro”, enumera Zezé. “Iremos fazer ainda o musical Dois Filhos de Francisco, mas isso vai ficar para 2017. Um grande acontecimento por ano”, emenda Luciano.

Como na carreira, na vida amorosa dos dois tudo segue no mesmo compasso harmônico. Luciano está feliz no casamento com a arquiteta e designer de joias Flávia Fonseca Camargo (34), com quem tem as gêmeas Isabella e Helena (5). E Zezé segue feliz como namorado da jornalista capixaba Graciele Lacerda (34). “Depois que assumimos nosso amor eu passei a compôr muito mais”, confessa ele. A única preocupação dos irmãos atualmente é em relação a saúde do patriarca, Francisco Camargo (77), recém-saído do hospital após uma pneumonia. “Eu sonho em ter meu pai com saúde na avenida”, desabafa Zezé, como Luciano, filho zeloso e amoroso.

sábado, 18 de abril de 2015

Mãe de Galvão foi atriz famosa. Mas saúde do filho interrompeu o sucesso

gal3
O papel de mocinha caía como uma luva para Mildred dos Santos na década de 40, quando a televisão dava os seus primeiros passos no Brasil. A voz doce e meiga, a beleza e o jeito atraente lhe garantiam o posto de protagonista das primeiras telenovelas do país ainda na extinta TV Tupi. Os tempos não eram de selfies, mas a estrela já parava as ruas do Rio de Janeiro com fãs enlouquecidos por autógrafos e abraços.

Hoje, quase 70 anos depois, poucos a conhecem nas ruas. O passar dos anos tornou Mildred uma bela senhora de 86 anos cheia de vitalidade. Mas ela preferiu sair de cena para deixar brilhar seu filho: o narrador global Galvão Bueno.

Depois de enfrentar a transição entre rádio e televisão, Mildred ingressava no veículo novo como uma das mais importantes artistas e com carreira ascendente. Mas a dificuldade de conciliar o trabalho puxado com as obrigações da maternidade, especialmente naqueles longínquos tempos, a fez optar pela vida familiar.

Ela conta que ainda nos primeiros anos da infância o pequeno Galvão começou a apresentar alguns problemas de saúde. O médico logo decretou o diagnóstico: falta de mãe.

“Meu filho apresentava problemas, ele começou a piscar sem parar e eu não entendia o que ele tinha. Levei ao médico e o médico falou que era falta de mãe. Eu me lembro que ele adorava maçãs e picolés. Um dia eu disse que tinha que trabalhar para comprar os picolés. E ele respondeu: ‘mamãe, eu não gosto mais de picolé’”, contou ela
Mildred não titubeou em interromper a carreira em meados dos anos 50 quando o filho tinha entre cinco e seis anos. Quase 70 anos depois, não se arrepende, especialmente diante do resultado final. A mãe coruja sente muito orgulho da trajetória do filho que se transformou no maior ícone da narração esportiva no país. O locutor se tornou a voz ‘oficial’ da seleção brasileira e das corridas de Fórmula 1 e é uma das figuras mais conhecidas do povo brasileiro.

“Eu larguei a minha carreira cedo, mas valeu a pena. Eu fico admirada de ver o meu filho e ver o que ele é hoje, tudo o que ele conquistou. Eu nem vi o tempo passar, hoje vejo que ele se transformou em uma pessoa maravilhosa e simples”.

Mildred deixou a carreira de atriz, mas não ficou parada. Hoje ela preside a Associação Beneficente Galvão Bueno, criada pelo filho e que realiza um trabalho filantrópico com idosos. Para se dedicar ao Centro de Convivência para o Idoso, ela deixou o Rio de Janeiro e se mudou para Londrina.

A vida fora dos holofotes no Paraná é bem diferente da que levava nos primeiros anos de vida. Aliás, ela nasceu já predestinada a brilhar. Autor do livro “A Era do Radioteatro”, da Gramma Editora, e estudioso no assunto, Roberto Salvador conta que o pai da atriz era um oficial do Exército muito rígido, mas com apreço pelo teatro e pelas artes.
Quando a filha nasceu, ordenou que o quartel fizesse um toque festivo com uma salva de 21 tiros de canhão. Ainda decretou que a herdeira teria nome de artista e seria atriz.

Anos mais tarde a previsão se concretizou. Mildred começou a carreira aos 14 anos na Rádio Clube do Brasil e, pouco depois, começou a fazer papel de menina na Tupi e na Tamoio. Já adulta migrou da rádio para a TV e trabalhou com nomes como Fernanda Montenegro, Paulo Gracindo e Chacrinha.

Os vários papéis como mocinha a fizeram virar centro de um tema polêmico na época: os beijos nas novelas. Segundo Roberto Salvador, na era do rádio os atores beijavam as próprias mãos e aguçavam a imaginação dos ouvintes. Mas na televisão os beijos precisavam ser reais. Protagonista de vários papéis de mocinha, Pequetita, como era chamada, se tornou uma das atrizes mais beijadas da época.

“Ela brinca que era a mulher mais beijada do rádio e da televisão. O Paulo Porto, que era um galã na época do Radioteatro e um nome muito relevante, fez par com ela várias vezes. O Paulo dizia que ela era a atriz que beijava melhor na televisão. Foi preciso bastante compreensão da família para aceitar os beijos na TV naquela época”, conta Roberto.

Mas Mildred logo teve a compreensão do marido Aldo Viana, pai de Galvão Bueno e que também era ator e ainda acumulava outras funções na área como a de escritor, roteirista e diretor de programas.
“Ela conquistou o coração do público, realmente. Eis uma prova: certa vez, foi a Nova Iguaçu junto com outros artistas da Tupi. Entre eles Paulo Porto, um dos grandes galãs da época, e Jaime Filho. Era comum os atores complementarem o salário usando seu prestígio junto ao público, fazendo apresentações em teatros, cinemas e até circos fora da capital. Terminada a apresentação, o público acorreu pedindo autógrafos. Solícita, mas inexperiente, começou a atender ao público. Mas o entusiasmo era tamanho que a jovem ficou espremida no meio dos fãs quase sem poder respirar, sendo beijada e abraçada pela multidão. Foi quando Porto e Jaime vieram em seu socorro e conseguiram retirá-la do tumulto. “Levei uma enorme bronca do Paulo Porto. ‘Nunca mais faça isso, ouviu?’, me disse ele furioso.” Fora realmente uma temeridade. Mildred se transformara num mito. Foi atriz pioneira na televisão Tupi para onde levou o prestígio conquistado no Radioteatro”, diz a publicação. De fato, a história mostra que o astro Galvão Bueno tem a quem puxar.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...